Merck

Microextração em fase sólida (SPME)

Fibra montada para SPME com núcleo de nitinol

A microextração em fase sólida (SPME) é uma técnica versátil de preparo de amostras sem solventes. Ela funciona com base no princípio de adsorção/absorção e dessorção e usa uma fibra revestida com uma fase de extração para concentrar os analitos de uma amostra. Ela combina com sucesso a amostragem, o isolamento e o enriquecimento do analito em uma única etapa. A SPME é amplamente utilizada para amostragem de voláteis ambientais e amostras de bebidas e alimentos, flavorizantes e aromatizantes, análises forenses e de toxicologia e farmacêuticas.


Produtos

Sort by Relevance
Showing 1-20 of 94
Page 1 of 5
Page 1 of 5
Showing 1-20 of 94
Compare
Product Number
Product Description
Pricing
Page 1 of 5
Page 1 of 5


Fibras inteligentes para SPME

As fibras inteligentes para SPME são uma extensão do nosso conhecimento especializado e de inovação desde revestimentos tradicionais para SPME até o formato de SPME inteligente para resultados exatos, confiáveis e consistentes. Nossas fibras inteligentes, incluindo as fibras Carboxen®, fibras de revestimento duplo ou fibras com revestimento externo têm um chip exclusivo para oferecer preparo impecável de amostras e outros benefícios incluídos:

  • Rastreabilidade para verificar o uso, número de toques, datas de operação e exposição a temperatura
  • Preparo de amostras de alto rendimento
  • Aplicação automática de parâmetros corretos para cada revestimento de fibra

Vide ais informações em fibras inteligentes de SME para amostragem automatizada.

fibras para SPME com núcleo de nitinol

O núcleo de nitinol das fibras para SPME aumenta o desempenho das fibras e a precisão dos resultados cromatográficos. As fibras com revestimento de Carboxen®/polidimetilsiloxano (CAR/PDMS) ou polidimetilsiloxano/divinilbenzeno (PDMS/DVB) estão disponíveis com núcleo de nitinol. Os outros benefícios das fibras com nitinol incluem:

  • Melhor reprodutibilidade entre lotes e entre fibras
  • Maior durabilidade das fibras
  • Seletividade e inércia química semelhantes às das fibras com núcleo de sílica fundida

Vide mais informações em fibras para SPME com núcleo de nitinol.

FIBRAS REVESTIDAS PARA SPME

O revestimento de fibras é uma nova tecnologia que protege a fibra de SPME dos componentes da matriz. Isso permite a imersão da fibra diretamente em amostras complexas, garantindo uma extração mais eficiente (p. ex., de compostos semivoláteis). O polidimetilsiloxano (PDMS) é usado como revestimento de uma fibra de PDMS/divinilbenzeno (DVB). A fibra resultante é mais robusta fisicamente e resistente à incrustação química, além de permitir uma etapa de lavagem eficiente para remover também a matriz aderente.

Veja as fibras revestidas disponíveis.

BioSPME

A tecnologia BioSPME tem velocidade e simplicidade substancialmente maior quando comparada às técnicas de preparo de amostras bioanalíticas atuais, que são utilizadas em estudos de ligação a proteínas plasmáticas e outras análises de analitos livres. Os principais benefícios dos dispositivos Supel™ BioSPME são:

  • Fluxo de trabalho 3x mais rápido comparado aos métodos baseados em diálise de equilíbrio rápido
  • Formato universal de 96 pinos, compatível com consumíveis padronizados
  • Fluxo de trabalho simples passível de automação total ou operação manual

Vide mais informações em dispositivos de 96 pinos para BioSPME Supel™.